Archive for Setembro 2014

Coisas Boas Que Deixam As Pessoas Fora Do Céu!

terça-feira, 23 de setembro de 2014
Posted by FrTutorial no Brasil
Acredite ou não, muitas pessoas de bem que estão envolvidas em realizar coisas maravilhosas não irão para o céu. Pior que isso, muitos que se consideram cristãos e estão convencidos de que irão para o céu ficarão de fora -- mesmo não estando eles envolvidos em pecados grosseiros ou em qualquer tipo de coisa errada! Os cristãos a respeito dos quais eu falo não usam drogas e nem
álcool. Não jogam. Não se entregam à pornografia ou à perversão sexual. Não estão entre aqueles que são corruptos ou vis. Na verdade, você pode encontrar muitos deles na igreja nos domingos pela manhã. E eles gastam a maior parte do seu tempo livre com os amigos e a família, desfrutando de coisas agradáveis. São pessoas de família, e com valores familiares. Tendo dito isto, desejo
fazer uma declaração ainda mais ousada -- que poderá ofender alguns. Contudo, eu o faço com interesse amoroso por aqueles da igreja de Jesus Cristo que não enxergam que estão caminhando em direção ao desastre: alguns correm o perigo de perderem suas próprias almas -- apesar de se assentarem na igreja, absolutamente convencidos que estão a caminho do céu! O conjunto desta
idéia pode lhe parecer um paradoxo. Mas desejo provar isto a você com as Escrituras.
Se você deseja levar a sério uma mensagem que lhe venha proveniente do Espírito Santo, que seja esta. O meu ponto é o seguinte: alguns crentes ficarão de fora dos céus não devido às coisas más que fizeram -- mas porque ficaram tão preocupados em realizar coisas boas e legítimas, que negligenciaram aquelas que realmente contam: as coisas eternas.

O zelo pelas coisas boas do mundo pôs de lado As Coisas De Deus!

Estas pessoas ficam tão ocupadas com cada detalhe do dia a dia, que literalmente não têm tempo para as coisas mais profundas da vida espiritual. Elas estão dando o seu suor para construir os seus negócios, fazer progredir as suas carreiras, sustentar suas famílias -- mas o alvo de seu interesse ficou completamente desarranjado!

A Bíblia diz: "Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mt. 6:33). Estas são palavras do próprio Cristo, e não são uma sugestão, mas um mandamento. Jesus quer dizer o que Ele diz: "Se vocês buscarem primeiro ao Senhor, Ele vai tomar conta de todas as coisas pelas quais vocês têm trabalhado duro : carreira, negócios, lar, família. Mas vocês precisam fazer dEle a sua prioridade número um!"

 O apóstolo Paulo acrescenta: "Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra. Pois morrestes, e a vossa vida está oculta com Cristo em Deus" (Cl 3:2-3) Mais uma vez, isto não é uma sugestão, mas um mandamento. Em grego, o significado é: "Concentre a sua atenção, ou interesses, nas coisas de cima". Em outras palavras: "Leve a sua concentração -- semelhante ao aço, ao concreto -- a ser direcionada às coisas de Deus. Torne-a inabalável, imbatível". Entenda por favor: Deus nunca pediu que todos nós vendêssemos as nossas casas, terras e propriedades; nunca disse que precisamos deixar os nossos empregos e nos tornarmos monges, passando a nos dedicar inteiramente à meditação e ao estudo bíblico. (Sim, Jesus disse isto, mas para um homem apenas -- porque as possessões deste homem haviam se tornado seus ídolos. Deus não diz isto para todos.)

Algumas pessoas me dizem : "Deus me mandou deixar esposa e filhos para entrar no ministério." Eu olho estas pessoas direto nos olhos e digo: "Deus não lhe disse para fazer isto. Foi a sua própria mente ou então o diabo. O Senhor não se dedica a destruir casamentos!" Deus jamais lhe pedirá que faça algo deste tipo.

Mas Ele insiste em ser o centro da sua vida, em torno do Qual tudo mais gira. Ele exige que os Seus interesses, a Sua igreja, as Suas coisas tenham prioridade. É necessário que Ele seja o centro! A maior indignidade que qualquer cristão pode cometer contra o Senhor é deixá-Lo em uma posição secundária. Isto é um tapa na face de Deus.

 Você pode achar que não é culpado de tamanha afronta contra Ele -- mas, como você prioriza o seu tempo? Por exemplo, quantas vezes você faltou à igreja em benefício dos seus negócios? Nestas ocasiões, não foram os seus clientes que ficaram aguardando -- foi Deus. Eles foram postos em primeiro lugar, acima dos Seus interesses! Compreendo que você não pode evitar faltar à igreja se você tem um trabalho que lhe impede de freqüentar -- se for por exemplo, uma enfermeira ou um trabalhador noturno. Mas estou falando das pessoas que podem escolher -- aquelas que dirigem o seu próprio negócio, por exemplo, e que optam por trabalhar em vez de freqüentar a casa de Deus.

 A Bíblia adverte: "Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima" (Hb. 10:25). Este é outro mandamento do Senhor. Porém, qual é a prioridade na sua vida? Quem fica esperando: os seus negócios, ou o Senhor? Se não guardarmos estes mandamentos, enfrentaremos conseqüências horríveis. Na verdade, eu não sabia que Jesus havia dado tantos avisos a respeito deste assunto.

Desejo lhe mostrar três passagens em particular:

1. Atente para o que Jesus diz a respeito dos dias de Noé e Ló (Lucas 17:26-30). "Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do homem; comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. O mesmo aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas, no dia em Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e destruiu todos. Assim será no dia em que o Filho do homem se manifestar" (Lc 17:26-30).

Olhe novamente para esta lista que Jesus nos dá, e preste atenção ás coisas que as pessoas faziam naquele tempo. Sabemos que havia violência tal como o mundo nunca havia visto, junto com imoralidade grosseira tal como sodomia e homossexualismo. Mas Jesus não fala de nenhuma destas coisas aqui. E Ele também não menciona alcoolismo ou perversões. Em vez disto, veja com cuidado o que Ele diz que as pessoas estavam fazendo imediatamente antes de a condenação cair sobre eles: comendo, bebendo (porém Ele não menciona embriaguez), casando-se, noivando, comprando, vendendo, plantando, construindo. Não há nenhum pecado nesta lista. Todas estas coisas são boas, legítimas. Em verdade, tudo que Jesus relaciona aqui é recomendado na palavra de Deus para aqueles que desejam ser fiéis no cultivo da família e aos servos do Senhor.

O casamento, por exemplo. Paulo diz: "...mas, se te casares, com isso não pecas..." (I Cor. 7:28). Em outro lugar as Escrituras dizem: "Digno de honra entre todos seja o matrimônio..." (Hb.13:4). Além disto, Provérbios 31 nos diz que a esposa virtuosa "Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com as rendas do seu trabalho" (Pv. 31:16).

Desde os tempos de Josué, quando Israel se mudou para a terra prometida, Deus levou as pessoas a plantar nos campos e a construir edifícios para a Sua glória. Não há absolutamente nada errado nestas atividades.

Por que, então, Jesus se concentra apenas nas coisas boas e legítimas que as pessoas faziam nos dias anteriores ao julgamento?
É porque Ele está tentando nos dizer algo vital:

Ele está nos alertando quanto a nossa total desatenção à Sua Palavra, ao nos tornarmos completamente absorvidos por nossos próprios interesses!

A pregação de Noé se perdeu no meio de um Grande Atropelo De Negócios!

Inculpa-se o estilo americano de vida. Posso escrever livros e pregar mensagens a respeito de julgamentos vindouros, porém, com exceção de um pequeno remanescente de crentes, poucos ouvem e guardam minhas palavras. As massas de cristãos não se interessam.

Por quê?

É porque estão envolvidos em seus próprios planos para casamento, filhos, lar, trabalho, carreira. Não têm tempo para ouvir mensagens a respeito da vinda do Senhor! "Assim será no dia em que o Filho do homem se manifestar" (Lc. 17:30). Jesus está prevenindo: "Sucederá o mesmo com a última geração. Estarão tão ocupados, tão envolvidos com os seus próprios interesses, que deixarão de lado todos os Meus interesses!"

Tem sido assim por séculos. Muitos estão convencidos que estão destinados para o céu. Porém, semana após semana, negligenciam a casa de Deus, a palavra de Deus, a oração, a adoração. No entanto, este procedimento não é pecaminoso aos seus próprios olhos: "...por que, pois, diz o meu povo: ...Jamais tornaremos a ti?... ...o meu povo se esqueceu de mim por dias sem conta. ...ainda dizes: Estou inocente..." (Jr. 2:31-31,35)

Estas pessoas podem estar fazendo coisas boas e legítimas -- porém o Senhor não é o primeiro para elas! Ele não é o centro de suas vidas. Se Ele fosse, não O colocariam de lado. Elas achariam tempo para ficar com Ele! Jeremias repreendeu o povo pelo "mudar leviano ...dos teus caminhos" (v. verso 36). Todos estavam se mexendo, fazendo coisas boas, ocupando-se de obras legítimas, até mesmo religiosas. Porém, estavam negligenciando a Deus. Não tinham tempo para buscar o Senhor, não tinham tempo para se assentar aos Seus pés e aprender.

O mesmo acontece hoje em todo o corpo de Cristo!

Pode-se ficar tão ocupado com Deus que não há tempo para buscá-Lo

Muitos não conseguem se assentar e guardar a Sua palavra porque estão constantemente mudando levianamente os seus caminhos! "Assim será..." Quando Jesus falou de Sua volta, por que Ele não falou sobre o índice de criminalidade? Por que não Se referiu à imoralidade de hoje? Ele nada disse a respeito da epidemia de drogas, de nossas prisões superlotadas, dos nossos pecados quanto aos abortos. Não -- Ele disse apenas: "Assim como foi naqueles dias, as pessoas estarão comprando, vendendo, comendo, casando-se -- preocupados com 'coisas boas'. E elas ficarão tão ocupadas, que negligenciarão suas próprias almas!"

Vejo, Mentalmente, O Rosto De Muitas pessoas que não freqüentam mais a Igreja de Times Square, Em outubro, a nossa igreja vai comemorar o seu nono ano de vida. Durante os nossos primeiros três anos, havia um enorme entusiasmo. Muitos jovens profissionais e pessoas ligadas aos negócios vinham aos nossos cultos-- adoráveis homens e mulheres de carreira, em chamas para o Senhor. Eles testificavam que haviam estado espiritualmente famintos, e que a Igreja de Times Square os havia resgatado da morte espiritual. Estas pessoas estavam sempre lá, quando as portas da igreja se abriam. Levavam para casa mensagens gravadas dos nossos cultos, ouvindo-as várias vezes até que os sermões fossem absorvidos. Também eram ganhadores de almas. Todas as vezes que me viam na rua, eles paravam e me abraçavam, elogiando-me para os desconhecidos: "Este é o meu pastor. Você precisa vir ouvi-lo pregar!" Sempre que eu ia aos seus escritórios e me apresentava às suas secretárias, eu recebia um tratamento VIP. Imediatamente me diziam: "Pode entrar, pastor". Ao entrar em seus escritórios, eles largavam tudo, me abraçavam e diziam: "Oh pastor -- domingo foi maravilhoso! Quando cheguei em casa, mal consegui dormir. O Espírito do Senhor estava sobre mim a noite toda". Atualmente, eu já não vejo muitos dos seus rostos na igreja. Pouco a pouco, os vejo se desviando, de volta para o materialismo. Hoje, estão sendo consumidos pelo trabalho, pela carreira ou pelos negócios. Muitos freqüentam igrejas que possuem reuniões de apenas uma hora, somente aos domingos, com um pequeno sermão de vinte minutos, que não tem persuasão. Quando vejo essas queridas pessoas na rua, elas fingem que não me viram. Alguns chegam mesmo a se virar e mudar de direção.

A sua rejeição me magoa muito. Mas, quanto mais do que isso Deus é magoado pela rejeição a Ele? Como Ele sente-Se ao ser tratado com desprezo por aqueles que uma vez andaram, conversaram e choraram com Ele? No passado, estas mesmas pessoas Lhe disseram: "Senhor, Tu salvastes a minha vida de um inferno mau. Nunca Te deixarei!" Mas agora, eles não Lhe concedem nem um instante do seu dia.

Você Deu a Jesus Uma Aceitação Parcial?

Pode-se dizer: "Tenho de ganhar a minha vida. O Senhor compreende." Não é assim! Ele jamais
compreenderá -- nem jamais aceitará -- o fato de O colocarmos em segundo plano em relação a alguém ou à alguma coisa: "Ele é a cabeça do corpo, da Igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as cousas ter a primazia" (Cl. 1:18). Em grego, a palavra "primazia" aqui significa "primeiro lugar". É necessário que Jesus tenha a prioridade!

2. Reflita Sobre O Homem Que Fez Uma Grande Festa -- Mas Cujos Convidados Todos O Rejeitaram (Lucas 14:16-24) Esta parábola é importante -- porque Jesus é o homem que está dando a grande festa! A festa a respeito da qual se fala aqui é o evangelho, e a mesa preparada é a cruz. E o convite de Jesus é para todos: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei" (Mateus 11:28).

Em poucas palavras, o nosso Senhor nos convida a ter intimidade com Ele. Fomos exortados a chegar à Sua presença para ceiar com Ele, para conhecê-lO, para desfrutar da Sua companhia. Ele diz: "Venha e encontre uma mesa preparada para você. Tudo já está pronto. Você encontrará plena satisfação em Mim!" Na realidade, Jesus já concluiu tudo que é necessário para nos dar total satisfação nesta vida. Todo o nosso desejo ardente -- tudo que tem a ver com a santidade e a piedade -- está contido nEle: "...seu divino poder, nos têm sido doadas todas as cousas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude" (2 Pe. 1:3). A mesa foi preparada. A ceia está pronta! Porém, a parábola nos diz que quando chegou a hora do jantar e a mesa estava servida, ninguém apareceu. Os servos olhavam à rua, mas não chegava nem uma pessoa. O senhor tinha a esperança de que os seus convidados iriam parar tudo para chegarem cedo com expectativa, antecipando a comunhão com grande alegria. Mas ninguém veio. Eu lhe pergunto: como sentir-se-ia você se preparasse uma refeição maravilhosa, convidasse pessoas que confirmassem que estariam lá, mas quando tudo estava arrumado na mesa, ninguém aparecesse? Será que você não entenderia isto como sendo
rejeição total -- significando que seus convidados não tinham interesse em você? O senhor decidiu enviar um servo para lembrar aos seus convidados que já estava tudo pronto. Era o último convite: "A ceia está pronta. Por que você não veio?" Mas, as Escrituras referem: "...todos, à uma, começaram a escusar-se..." (Lucas 14:18). O primeiro convidado se escusou porque estava preocupado com um negócio imobiliário: "...Comprei um campo e preciso ir vê-lo; rogo-te que me tenhas por escusado..." (mesmo verso). Este homem provavelmente era um negociante de terras, que havia comprado a terra sem a ver. Ou, talvez ele simplesmente queria um terreno sobre o qual construiria uma casa para a sua família. Ora, não é pecado especular com terras. Nem é puir uma casa. Ambas as coisas são boas, legítimas. Afinal de contas, antes de cair o julgamento sobre Judá, Elias adquiriu um pedaço de terra, devido à uma revelação que havia recebido. Mas o ponto aqui não é a compra de terra. O ponto é o seguinte: este homem havia se concentrado na coisa errada! Concentrou-se nos seus interesses -- em seus negócios ou nos negócios da família -- e colocou de lado o convite para privar da intimidade com o senhor. Disse: "Depois eu cuido disto. Primeiro vou resolver os meus interesses". Mas, o fato é que aquela terra não iria sair de lá. Ele poderia ter ido no dia seguinte! O segundo convidado negociava gado. Disse ao servo: "...Comprei cinco juntas de bois e vou experimentá-las; rogo-te que me tenhas por escusado" (verso 19). Este homem talvez fosse do ramo da pecuária. Parece que ele havia visto os dez bois antes de adquiri-los, e provavelmente estavam bem, na ocasião. Mas agora, ele precisava testá-los, para confirmar se havia feito um bom negócio. Não existe pecado no que este homem fez. Testar os bois era uma coisa legítima a ser feita, e até de responsabilidade. Abraão e Jó sem dúvida fizeram a mesma coisa muitas vezes, sendo ricos em em gado. Este homem estava apenas fazendo o que a palavra de Deus recomenda a qualquer negociante sério. Mas, outra vez, o ponto não é este. Onde estava o pecado deste homem? Ele agia como se dirigir-se ao paiol era mais importante do que se dirigir à igreja. Os bois poderiam ser testados no dia seguinte. Mas ele não queria deixá-los esperando; em vez disto, ele fez com que o senhor esperasse! O último convidado disse; "...Casei-me e, por isso, não posso ir" (verso 20). Bem, nada poderia ser mais legítimo do que se casar. A Bíblia diz que o homem que acha uma esposa acha o bem (veja Provérbios 18:22). Mas mais uma vez, o problema não é se casar. Este homem pecou ao colocar a sua família primeiro! O Senhor diz: "A devoção à família é boa a seu tempo, no lugar certo -- mas não quando ela toma o Meu lugar!" Ele poderia ter dito: "Meu bem, o Senhor sempre foi o primeiro na minha vida. Ninguém toma o Seu lugar. Todas as vezes que as Suas portas estiverem abertas para mim, sempre irei ter intimidade com Ele. Os interesses dEle têm prioridade na minha vida. Agora, eu desejo que os meus valores sejam os seus valores."


Então, tornemos os Seus interesses uma prioridade nossa!

Um cooperador de Deus- Atado a Deus

Posted by FrTutorial no Brasil
UM COOPERADOR DE DEUS - ATADO A DEUS       
   
O sexto aspecto de alguém que vive no espírito, no Santo dos Santos, é que ele é um cooperador de Deus (6:1). Não é algo fácil ser um cooperador de quem quer que seja. Você pode trabalhar com outras pessoas sem entretanto ser um cooperador. Se dois irmãos desejam ser cooperadores, Deus tem de atá-los juntos. Dois irmãos serem cooperadores é semelhante a ter as pernas amarradas junta, de modo a que passem a ter três pernas em vez de quatro. É difícil as pessoas correm juntas numa “corrida de três pernas”. Se  dois irmãos podem trabalhar de tal maneira são cooperadores.
Ser um cooperador de Deus significa estar atado a Deus. Você tem de perder algo de si mesmo nele. Ser meramente um servo do Senhor é mais fácil do que ser um cooperador do Senhor. Pode ser mais fácil servir a um irmão do que ser seu cooperador. Ser um cooperador traz muita escravidão. Posso desejar levantar-me ás seus horas da manhã, mas o irmão que está comigo deseja  ficar na cama até ás quinze para as oito. Uma vez que sou seu cooperador, tenho de esperá-lo. Você pode ter encargo de ir a uma cidade, mas o outro irmão pode ter encargo de ficar em outra cidade. Que fará? Você não pode escapar, pois está atado a ele. Você é seu cooperador.

Um cooperador de Deus é alguém que está atado a Deus. Quando Deus trabalha, ele trabalha. Quando Deus anda, ele anda. Quando Deus para, ele para. Você pode ser uma pessoa diligente que deseja fazer mais obra para Deus , mas Deus pode dizer: “Neste momento não quero que você faça mais obra para mim; quero que descanse comigo. Estou descansando, portanto você tem de descansar comigo.” Muitos dos assim chamados servos do Senhor simplesmente não podem suportar  descansar junto com ele. O que a igreja necessita não é de um grupo de obreiros capazes, mas de um grupo de pessoas que estão atadas a Deus, que são cooperadores de Deus. Quando Deus trabalha, você trabalha. Quando Deus descansa, você tem de descansar. Quando Deus recua, você recua. Quando Deus prossegue, você prossegue. Você precede assim porque está atado a ele, como uma unidade.

OS SINAIS DE UM COOPERADOR

Precisamos agora ver os sinais que provam que alguém é um cooperador de Deus. A 2ª Epístola aos Coríntios 6:4-10a , Paulo lista dezoito qualificações de um ministro da Nova aliança:





1- na muita paciência,
2- nas aflições,
3- nas privações,
4- nas angústias,
5- nos açoites,
6- nas prisões,
7- nos tumultos,
8- nos trabalhos,
9- nas vigílias,
10- nos jejuns,
11- na pureza,
12- no saber,
13- na longanimidade,
14- na bondade,
15- no Espírito Santo,
16- no amor não fingido,
17- na palavra da verdade e
18- no poder de Deus. 

Do meio do versículo 7 até o versículo 10 Paulo fala de três grupos de coisas e de sete tipos de pessoas. Paulo disse que ele recomendava a si mesmo como um ministro de Deus por meio de três grupos de coisas:
1ª- As Armas da Justiça, quer ofensivas, quer defensivas;
2ª- Por desonra;
3ª- Por infâmia e por boa fama (vs.7-8).

Também se recomendava como um ministro de Deus de sete maneiras, como sete tipos de pessoas:

1-“como enganadores, e sendo verdadeiros;
2-como desconhecidos, e entretanto bem conhecidos;
3-como se estivéssemos morrendo e contudo eis que vivemos;
4-como castigados, porém não mortos;
5-entristecidos, mas sempre alegres;
6-pobres mas enriquecendo a muitos;
7-nada tendo mas possuindo tudo” (v.8b-10).

Os versículos de 4 a 10 do capítulo seis mostram-nos as qualificações, as provas e os sinais de um cooperador de Deus.

POR INFÂMIA E BOAS FAMA
                         
Se você se considera um cooperador de Deus, precisa perguntar-se se existem ou não infâmias a seu respeito. Já  falaram mal de você? Se nunca foi falado, temo que você não seja um cooperador de Deus. Ser fiel em cooperar com Deus faz com que as pessoas falem mal de você. Se realmente é fiel a Deus e comporta-se em unidade com Deus, haverá muita infâmia a seu respeito. Somente os políticos tentam agradar a todos. Muitas pessoas podem atribuir boa fama a um político. Mas se você for um cooperador de Deus, e fiel ao seu objetivo, ofenderá muitas pessoas. Enquanto cooperávamos com o Senhor na China Continental, algumas pessoas diziam: “Eles tem uma obra maravilhosa na China, mas há ‘uma mosca na sopa’”. Quando perguntava a esses tais o que era a mosca na sopa, eles não tinham nada definido a dizer.
A infâmia vem dos opositores e dos perseguidores (Mt.5:11). A boa fama vem dos crentes e daqueles que receberam a verdade pregada e ensinada pelos apóstolos. Com o passar dos anos essa tem sido a nossa situação. Temos recebido tanta infâmia como boa fama. Se sempre recebe boa fama, provavelmente você não é honeste e fiel ao Senhor. Se é fiel ao Senhor e honesto para com a igreja e  os santos, você receberá tanto infâmia como fama. Devido a estar cooperando com Deus, você receberá a infâmia.

Necessitamos aprender a ser cooperadores fiéis a Deus. Precisamos aprender a sofrer, a aceitar todos esses sinais e provas de ser um cooperador de Deus. Quer o Senhor levante, em muitas localidades, santos que estão cooperando com Deus. Por meio dessas pessoas, haverá zelo pelo interesse de Deus nesta terra.

Características da doutrina de Cristo

Posted by FrTutorial no Brasil
CARACTERÍSTICAS DA DOUTRINA DE CRISTO:

O bom Ministro é o criado na fé e na Doutrina (1Tm.4:6)
A)Expulsa os espíritos malignos, pois é vinda de Deus (Jo.7:16);
B)Pode ser provada como verdadeira (Jo.7:17);
C)Deve ser perseverada (At.2:42);
D)Deve ser obedecida de coração (Rm.6: 17);
E)Tem mesmo valor que revelação,ciência e profecia (1Co.14:6) e interpretação de língua(1Co.14:26);
F)Temos que cuidar dela para nossa salvação(1Tm.4:16);
G)Indica modo de vida na fé (2Tm.3:10);
H)Convence contradizentes (Tt.1:9);
I)Deve ter incorrupção,seriedade e sinceridade (Tt.2:7), levando à perfeição em Cristo (Hb.6:1).

1) QUANTO ÀS FALSAS DOUTRINAS DA ÉPOCA DE JESUS CRISTO E O ALERTA À IGREJA CRISTÃ:

Os judeus se maravilhavam da doutrina de Jesus pois Ele ensinava com autoridade, mas eram advertidos contra a doutrina dos Fariseus e dos Saduceus: Mas quem ultrapassa a doutrina, não tem Deus (2 Jo.1:9-10).

DOUTRINA DOS FARISEUS(grego “farisaiov Pharisaios”) = Chamados Separados -  Reconheciam na tradição oral um padrão de fé e vida.
Procuravam reconhecimento e mérito pela observância externa de ritos e formas de piedade,como lavagens cerimoniais,jejuns,orações e esmolas.Mas negligenciavam a genuína piedade,orgulhavam-se em suas boas obras.
Mantinham de forma persistente a fé na existência de anjos bons e maus, e na vinda do Messias; e tinham esperança de que os mortos, após uma experiência preliminar de recompensa ou penalidade no Hades, seriam novamente chamados à vida por ele, e seriam recompensados, cada um de acordo com suas obras individuais.
Em oposição à dominação de Herodes e do governo romano, eles de forma decisiva sustentavam a teocracia e a causa do seu país, e tinham grande influência entre o povo comum.
De acordo com Josefo, eram mais de 6000.
Eram inimigos de Jesus e sua causa; foram, por outro lado, duramente repreendidos por ele por causa da sua avareza, ambição, confiança vazia nas obras externas, e aparência de piedade a fim de ganhar popularidade.

DOUTRINA DOS SADUCEUS(grego “saddoukaiov Saddoukaios”) = Chamados Justos - Partido religioso judeu da época de Cristo, que negava que a lei oral fosse revelação de Deus aos israelitas, e que cria que somente a lei escrita era obrigatória para a nação como autoridade divina. Negavam a ressurreição do corpo, a imortalidade da alma, a existência de espíritos e anjos, mas afirmavam o livre arbítrio.
OBS:Outro Evangelho, mesmo dito por um anjo, seja maldito (Gl.1:6-9).

Doutrina(qrego “eterodidaskalew heterodidaskaleo” ) - 1Tm.1:3 - Ensino de outra ou diferente doutrina, desviando-se da verdade.
Há os que provocam divisões e escândalos em desacordo com a doutrina (Rm.16:17), inventando ventos de doutrinas errôneas (Ef.4:14),sendo impuros mentirosos (1Tm.1:10).Se alguém ensina outra doutrina diferente da Palavra, seja maldito (1Tm.6:3-4).Temos que repreender, usando a doutrina pois não a suportarão (2 Tm.4:2-3).

6) NECESSIDADE DA DOUTRINA:

 A) Verdade precisa (opinião final):Todas as pessoas tem uma teologia e os seus atos demonstram suas crenças, pois a vida humana é uma viagem e as pessoas precisam estar certas do que Deus lhes planejou.Pode-se teólogo sem ser religioso e ser religioso, sem o conhecimento teológico da doutrina.

B) Essencial para desenvolver o caráter cristão: Sem uma crença firme e bem definida,que é parte da religião,não haverá crescimento correto, pois podemos viver a vida dita cristã, sem conhecer a doutrina;mas não haverá experiências cristãs.

C) Abrigo contra mentira e erros de interpretação: Deus é eterno; homens ignorantes criaram conceitos errôneos,originando males na consciência e as Doutrinas bíblicas expulsam falsas idéias que conduzem os homens para a cegueira e perdição.

D) Necessária para ensinar a Palavra Divina: A Bíblia fala de muitas verdades espalhadas nos seus diversos livros, obedecendo o tema:JESUS. É necessário relacionar os diversos temas e organizá-los de maneira a facilitar o seu estudo.

A doutrina estuda a fé Cristã, sobre a verdade da realidade espiritual, única, envolvendo a existência de Deus, a possibilidade dos milagres, a confiabilidade das escrituras, a divindade de Cristo, a encarnação de Deus em Cristo e a verdade da Bíblia como a Palavra de Deus genuína.

Conduta Autoridade Cristã

Posted by FrTutorial no Brasil
Conduta Cristã
Tempo: 57 d.C.
Autor: Paulo veio à Corinto primeiro de Atenas (Atos 18.1,11) e permaneceu aí por dezoito meses quando a igreja em Corinto foi organizada. De Corinto Paulo foi à Éfeso (Atos 18.18,19) e desta cidade, depois uns dois ou três anos de ministério aí (Atos 19.1,10), Paulo escreve esta primeira carta à Corinto. (Matthew Poole)
Ensinamento: Desde que as Epístolas cuidem de doutrina temos uma variedade de assuntos neste livro. Nos primeiros seis capítulos ele mostra a burrice de gloriar em homem algum.
Cap. 1.18-31 - Salvação é pela cruz, não pelo homem
Cap. 2 - Sabedoria vem do Espírito de Deus e não do homem
Cap. 3,4 - Homens chamados por Deus são mero despenseiros
Cap. 5,6 - Homens que aceitam a glória do homem vão permitir pecados piores.
Nos capítulos restantes Paulo trata os problemas que estavam perseguindo os irmãos da igreja em Coríntio. Parece que a igreja tinha pedido de Paulo uma ajuda na solução de vários problemas (7.1).
Estes problemas eram cuidado um por um nas seguintes capítulos:
Cap. 7 - Casamento e o celibato
Cap. 8-10 - O comer de carne; liberdade cristã
Cap. 11 - O lugar das mulheres na igreja; a ceia do Senhor
Cap. 12-14 - Os dons espirituais
Cap. 15 - A ressurreição dos santos
Cap. 16 - Um resumo (Baxter)
3. 2 Coríntios

Tema: A Autoridade de Paulo Defendida Amorosamente
Tempo: 57 A.D.
Autor: Paulo está escrevendo esta segunda carta aos em Corinto dentro de um ano depois a primeira carta. Muitos falsos profetas e ensinadores invadiram Corinto depois de Paulo estabelecê-los numa igreja. Para sustentar as suas crenças falsas, estes profetas falsos tinham de primeira desacreditar a autoridade apostólica de Paulo diante do povo pois foram os ensinamentos dele de doutrinas, quais eram barreiras para a igreja aceitar as crenças " novas" . Paulo, na defesa da sua autoridade apostólica, nos dá uma espécie de autobiografia. Não há outro livro de Paulo que nos evidencia tanto a sua profunda emoção de agonia de espírito em lutar para a verdade entre o povo de Deus.
Ensinamento:
O livro de Romanos, quanto todas as Epistolas, tratava de doutrina. As cartas aos Coríntios tem a doutrina ensinada para reprovar os crentes de uma prática perigosa. Em Romanos a doutrina era didática, em Coríntios, é dada incidentemente com a censura.

A Liberdade Cristã

Posted by FrTutorial no Brasil
A Liberdade Cristã

Tempo: 57-58 A.D. de Corinto
Autor: Paulo visitou Galácia (que hoje conhece como sendo Ásia Menor ou Turquia) na sua primeira viagem missionária (At 13.51; 14.8,20 sendo que Icônio, Listra e Derbe faziam parte do sul da Galácia), em sua segunda viagem (At 16.1-5) e em sua terceira viagem (At 18.23).
As igrejas em Galácia eram muito hospitaleiras a Paulo recebendo o até "como um anjo de Deus, como Jesus Cristo mesmo" (4.14,15). Mas, num tempo depois quando ele visitou aí outra vez parece que eles mudaram de opinião (4.16). O que causou esta mudança de pensamento dos Gálatas para Paulo é o assunto do livro.
Ensinamento: Depois de Paulo passar em Galácia, na primeira vez, pregou o Evangelho de Cristo que foi bem recebido. Entre a primeira visita e antes da segunda, veio Judeus dizendo que os Gentios, para serem salvos ou para continuarem salvos tinham que observar a lei de Moisés. Muitos dos crentes caíram nessa armadilha que Paulo chama "outro evangelho" (1.6).
Paulo mostra, minuciosamente, que a salvação é somente por Cristo. Por Ele o pecador é justificado (3.6-9), adotado (4.4-7), renovados (4.6; 6:15), e herdeiros de Deus (3.15-18).
Gálatas é o livro para entender bem o propósito da lei (mostrar Cristo o Salvador dos pecados – 3.19-25), as limitações da lei (impossível de justificar alguém – 2.16; só condena o pecador – 3.10-12) e o fim da lei (escravidão – 4.21-31)
Os crentes que voltem a seguir a lei não estão dependendo mais na graça de Deus para servir Deus livremente (5.4), mas na sua própria carne que leva para escravidão (5.1).
Paulo reafirma neste livro que pela fé em Cristo somos salvos completamente (2.16) e sempre livres (5.13-18) da necessidade de procurar um complemento da nossa salvação. Vendo que a salvação por Cristo é tão completa devemos então com uma fé pura amar Ele, os que estão salvos por Ele e os que precisam ser salvos (2.20; 5.15). 

A Comunhão com Cristo

Posted by FrTutorial no Brasil
A Comunhão com Cristo

Tempo: 63 d. C.
Autor: Parece que Paulo escreveu este livro enquanto era encarcerado em Roma quando também escreveu para Filemom e aos Colossenses e foi entregue por Tíquico (6.21,22; Cl 4.7).
Ensinamento: O livro de Efésios divide em duas partes:
Cap. 1-3 - O Que Temos em Cristo
Cap. 4-6 - Como Andar Como Cristão
Na primeira parte Paulo desenvolve com detalhes a riqueza que temos em Cristo (1.3-14), a nossa condição com Cristo (2.1-10) e a grandeza da salvação de Cristo para com os gentios (3.1-13).
Na segunda parte Paulo mostra como o andar em Cristo deve ser na igreja (4.1-16), com a sociedade moral (4.17- 5.2), com a sociedade pecaminosa (5.3-21), diante os de relacionamentos especiais (5.22-6:9) e como andar espiritualmente preparado (6.10-20).

Por um tempo Timóteo ficou em Eféso "para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina" (1Tim 1.3-5). 

Tema: A Experiência Cristã
Tempo: Roma (prisão) em 64 d.C
Autor: Paulo visitou Filipos na sua segunda viagem missionaria, e isso por causa de uma visão, "em que se apresentou um homem da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos." (At 16.6-10). Filipos é a primeira cidade, uma colônia, na Macedônia de quando entra por ela da Ásia (At 16.12). Hoje, esta região faz parte da Grécia, Bulgária, Albânia e Iugoslávia.
Foi em Filipos que Lídia foi convertida e também o carcereiro (At 16.14,15,30-34) junto com outros irmão (v.40).
Paulo, nesta carta, fala muito pessoal. O pronome da primeira pessoa, "eu" está bem empregado nesta carta dirigida à igreja em Filipos, a qual Paulo amava profundamente (Bíblia Vida).
A razão da carta ser escrita não é doutrinária, nem para corrigir qualquer problema na igreja. Os Filipenses tinham enviado uma oferta à Paulo, outra vez, e ele quis acusar o recebimento (1.5;4.10,14-16,18).
O Autor, mesmo escrevendo da prisão, mostra muita alegria com o povo de Filipos junto "os bispos e diáconos" e o "regozijo" que ele tem pela graça de Deus.

Ensinamento:

Mesmo que esta carta não seja necessariamente doutrinária, podemos aprender muito nela.
Os que obedecem a Palavra de Deus não são isentos de problemas nesta vida (1.12-16; 2.25-27; 3.8; 4.12). Só a graça de Deus tem o poder de regozijar junto os problemas (1.18-21; 2.28-30; 4.13). 
Os Filipenses eram obedientes para com Paulo e participaram com ele "da minha graça, tanto nas minhas prisões (e aflições 4.14) como na minha defesa e confirmação do evangelho" (1.7) pelas ofertas e orações. Mesmo assim, precisavam de exortações para serem firmes ainda na fé (1.27; 2.3-8,14; 3.2; 4.6). Isso nos ensina que a carne está sempre fraca e não podemos confiar nela mesmo depois que houvermos obedecido o Senhor no Espírito.
Há bênçãos especiais para o povo que emprega bem as suas vidas e bens no serviço à Deus. Servir o Senhor é mais difícil do que só falar de Deus. Talvez por isso existem bênçãos especiais (4.9,19).
Paulo está confiante que , mesmo aparentemente, o céu seja negro com aflições, Deus está por cima das nuvens e dirigindo tudo para sua glória (1.16-18,28; 3.7-11, 18-21; 4.19).

A Plenitude de Cristo

Posted by FrTutorial no Brasil
A Plenitude de Cristo
Tempo: 63 d.C.
Autor: Paulo estava na prisão (4.18) em Roma quando escreveu esta epístola (também escreveu Filipenses e Efésios do mesmo lugar). Não podemos achar nenhuma vez que Paulo visitou esta cidade. Esta igreja, talvez, foi organizada por Epafras (1.7) um companheiro de Paulo (Fl 23).
Ensinamento: O erro contra o qual Paulo advertiu os Colossenses mais tarde desenvolveu-se em uma heresia chamada Gnosticismo (do gr. gnosis, significando conhecimento). Esta falsa doutrina dava a Cristo uma posição subordinada à verdadeira Divindade, e desvalorizava a singularidade e perfeição de Sua obra redentora. Ela insistia que entre um Deus santo e esta terra havia uma hoste de seres, anjos, etc., que formavam uma ponte, da qual Cristo era um membro. Este sistema incluía a adoração de anjos (2.18) e um falso ascetismo (2.20-22). Para todos estes erros, o apóstolo tinha um só remédio, um conhecimento(epignosis, isto é, pleno conhecimentos, 1.9-10; 3.10) da plenitude de Deus em Jesus Cristo. Sua resposta devastadora a estas falsas doutrinas está em 1.19 e 2.9, na qual o Senhor está revelado como a plenitude física da divindade. A palavra "plenitude" (gr. pleroma) é a mesma palavra que o Gnosticismo usava para toda a hoste de seres intermediários entre Deus e o homem. O Senhor encarnado, crucificado, ressuscitado e que subiu ao céu é o único Mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5). - Scofield

8. 1 Tessalonicenses

Tema: Mantenha-se Puro pois Cristo Volta
Tempo: em 52,53 d.C de Corinto
Autor: Na segunda viagem missionária Paulo visitou a Tessalônica (At17.1-10) onde Deus abençoou sobre maneira (1 Ts 1.5,9,10). Em três semanas vários Judeus "e também uma grande multidão de gregos religiosos, e não poucas mulheres principais" (At 17.4) creram, e ajuntaram-se com Paulo e Silas. Por causa da perseguição que parece sempre acompanha a verdade (At 17.5-8; 1 Ts 2.15), Paulo e Silas foram enviados de noite para Beréia logo depois.
Paulo, junto com Silvano e Timóteo, escrevem à igreja dos Tessalonicenses (v.1), sendo esta a primeira carta escrito por Paulo às igrejas.
Ensinamento: A segunda vinda de Cristo está mencionada em cada capítulo (1.10; 2.19; 3.13; 4.13-18; 5.2,4,23). A volta de Cristo é mencionada para animar os irmãos amados em Tessalônica a continuarem servindo o Senhor na face das aflições provocados pelos inimigos do Evangelho (2.14-16) e pelas tentações que vem de Satanás (3.5) usando a fraqueza da nossa carne (4.5).

Paulo, com amor e pela inspiração, instrui os Tessalonicenses que, mesmo que somos seguros em Cristo, somos ordenados à tribulações (3.3), e nunca devemos deixar nos de sermos vencidos pelo pecado. Podemos vencer o pecado pela uma vida que progride cada vez mais no andar que agrada a Deus (4.1-12). Paulo relembra os irmãos que eles são diferentes dos demais no mundo e por isso vão agir de maneira melhor (5.4-11). Paulo encerra a sua carta dando umas regras que podem ajudar qualquer crente serio a andar mais abençoado na fé (5.12-23) não esquecendo que a força de obedecer vem mesmo de Deus (5.24). 

Mantenha-se Ocupado até Cristo Voltar

Posted by FrTutorial no Brasil
Tema: Mantenha-se Ocupado até Cristo Voltar
II Tessalonicenses

Tempo: em 53 d.C. de Corinto
Autor: Paulo está escrevendo outra vez à igreja dos Tessalonicenses junto com Silvano e Timóteo (1.1) talvez só alguns meses depois da primeira (Bíblia, Editora Vida). É evidente que a possibilidade de uma carta falsa foi passada às igrejas dizendo que Cristo já veio a segunda vez e as tribulações que estão tendo já é porque ficaram atrás como não estivessem salvos. Paulo escreve para acalmá-los (2.1-3). Não pensa que as suas tribulações indicam já os sete anos da tribulação pois essa será introduzida só com acontecimentos específicos primeiro (2.3-12; I Tess 4.13-5:10).
Ensinamento: A segunda vinda está mencionada em cada capitulo nesta carta tanto quanto na primeira (1.7-10; 2.1-4; 3.5). Enquanto a segunda vinda não venha a igreja está ensinada a sofrer tentação (1.4-6) pois na segunda vinda, os ímpios "padecerão eterna perdição" (1.9) por qual razão os santos devem viver "dignos da sua vocação, e cumpra todo o desejo da sua bondade, e a obra da fé com poder" (1.11).
Também, enquanto esperam por Cristo, não devem ser movidos "facilmente" do entendimento que foi ensinado por Paulo (2.2-5) pois Deus, pelo Espírito Santo, "detém" até o tempo certo para Satanás ser manifestado e o Espírito Santo ser tirado (2.6,7). Para não serem movidos diante das circunstâncias diversas que acompanharão a segunda vinda, Paulo anima os irmãos de continuarem firmes nos fatos que ele tem os ensinado (2.13-17) que realmente trará consolo aos corações.
Enquanto Cristo não vir, os irmãos devem pacientemente esperar Cristo orando (3.1) e obedecendo o que Paulo tinha os mandado (3.4) tendo uma vida separada e pura (3.6-7) e ocupada com trabalho digno (3.7-12). Há os que pensam que se Cristo voltará porque nos ocupar em algo, pois tudo não vai ficar para sempre mesmo. A estes Paulo mostra que ocupação é honrosa e uma boa cura para não andar desordenadamente ou vivendo enquanto esperam Cristo. Se alguém não quer se preocupar a obedecer Cristo nesta vida usando a segunda vinda de Cristo como desculpa, este deve ser cortado da comunhão da igreja (3.14-15) mas não deve, por isso, ser tratado como um inimigo (3.15). Mas em tudo, procurai a paz (3.16).
B. As Epistolas Pastorais
1 Timóteo, 2 Timóteo, Tito e Filemom
Estas epístolas se chamam pastorais por serem endereçadas aos pastores. Como o livro de Atos veio entre os Evangelhos e os livros de doutrina das epístolas às igrejas estes quatro livros vem entre os livros de doutrina e a natureza das epístolas gerais.

1. 1 Timóteo
Tema: O Comportamento na Igreja
Tempo: 63 A.D.

Autor: Paulo, o apóstolo, escreveu esta carta a Timóteo, seu filho na fé (1.1,2). Escreve a Timóteo dando-lhe instruções particulares para se comportar como ministrante do Evangelho na igreja em Éfeso.
Ensinamento: Os ensinamentos dados são de particular interesse pois se envolvem detalhes sobre o governo da igreja e o comportamento pastoral "para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade." (3.15)
A vida pastoral deve ser de fé e de boa consciência (1.19), de oração (2.1-4), piedade (4.7-10; 6.11), um bom exemplo (4.12), de estudo (4.13-16; 6.13) e do ministério (1.18,19; 4.14-16; 6.20). Um pastor não deve aceitar acusação contra um outro sem provas claras (5.19) mas pastores pecaminosos devem ser corrigidos e isso publicamente (5.20).
Sobre o governo da igreja vem os assuntos da posição de mulher (2:9-15), os deveres dos bispos e dos diáconos (3.1-13), a reação necessária diante de heresias (4.1-8), o andar com os velhos na fé (5.1:1,2), as viúvas (5.3-16), o cuidado financeiro dos pastores (5.17,18; 6.8-10), a relação dos que são empregados com seus empregadores - escravos (6.1,2) e a posição dos ricos na sociedade e na igreja (6.17-19).

Estes cuidados à Timóteo, em particular, e a igreja em geral são necessários pois a tendência da carne leva alguns de "desviar-se" de uma boa consciência (1.6), de rejeitar a fé (1.19; 6.21) seguindo Satanás (5.15) para serem traspassados com muitas dores (6.10). 

Ministério Integral de Jesus

Posted by FrTutorial no Brasil
MINISTÉRIO INTEGRAL DE JESUS "
Nesta lição o objetivo principal é aprender com Jesus, no discurso sobre seu trabalho, princípios direcionados para um Ministério bem Sucedido.
Vou falar um pouco de cada um dele.

O MINISTÉRIO DO FILHO COMO ENVIADO DO PAI.

Em (João 5. 18-24 ) Jesus faz várias declarações espantosas aqui : 
1- Deus é seu Pai de um modo único e exclusivo;

2- Ele mantém Unidade, Comunhão e Autoridade com Deus ( João 5. 19,20 ).

3- Ele tem o Poder de dar vida e de Ressuscitar os mortos ( João 5.21 ).

4- Ele tem o Direito de Julgar a todos ( João 5.22 ).

5- Ele tem o Direito ás Honras Divinas ( João 5. 23 ).

6- Ele tem o Poder de dar a vida Eterna ( João 5.24 ).

O FILHO EXECUTAM UM MINISTÉRIO EM HARMONIA COM A VONTADE DO
PAI ( João 5. 30 ).

Harmonizar a vontade humana com a Vontade Divina é muito importantíssima e fundamental para que as almas sejam salvas ( Mateus 18. 14).
É na Vontade de Deus que devemos encontrar Fonte de
Satisfação (Mateus 6.10 ). Olha só o que diz esse versículo: Orar " Seja feita a tua Vontade " significa que anelamos sinceramente que a Vontade e o Propósito de Deus sejam Cumpridos em nossa vida e na vida dos nossos familiares, segundo Seu Plano Eterno. Podemos conhecer a Vontade de Deus, primeiramente através da Direção do Espírito Santo em nosso coração ( Romanos 8.4-14 ). A Vontade de Deus é cumprida quando oramos para que o Reino de Deus e Sua Justiça Prevaleçam entre 
nós ( Mateus 6.33 ). A Palavra " Harmonia significa: Disposições bem Ordenada entre as partes de um todo. Proporção ordem, e Paz coletiva entre as pessoas.

Autoridade absoluta de Deus

Posted by FrTutorial no Brasil
Autoridade absoluta de Deus
Deus é soberano em tudo. Toda autoridade e poder pertence somente a Ele. Lúcifer foi banido do céu por sua rebeldia em querer usurpar a autoridade exclusiva de Deus. (Is 14.12-14) No Novo Testamento Jesus Cristo, ao ressuscitar dentre os mortos afirmou que toda autoridade lhe foi dada nos céus e na terra. (Mt 28.18-20; veja também Efésios 1.20-22; 4.5,6)
1.2 A autoridade da Bíblia
A palavra de Deus é autoridade independente se crermos nela ou não. A autoridade de Deus é a verdade e a verdade é o próprio Deus. (Jo 14.6; 1.17; Dt 32.4) Quem não gostaria de ser bem sucedido na vida? Quem não gostaria de estar no caminho certo? Para alcançar esta bênção precisamos crer nela e obedecê-la. Nossa vontade precisa estar alinhada
à de Deus. É quando nos submetemos à Palavra que demonstramos o nosso amor a Deus. Cristo afirmou: “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.” (João 14.21)
 1.3 A autoridade da consciência
A consciência nos capacita a distinguir entre o certo e o errado. Antes de receber a Cristo como Salvador não possuíamos o padrão da verdade completa para que pudéssemos agradar a Deus. Veja só: alguém pode estar ciente de que algo seja o certo, porém isto está errado de acordo com a Palavra. Lendo em Juízes 21.25 observamos que “naqueles dias não havia rei em Israel; porém cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos.” Lendo nos capítulos anteriores perceberemos que muito do
que foi feito naquela época não estava de acordo com os padrões da Palavra de Deus. Agora uma vez que conhecemos a verdade da Palavra de Deus, a nossa consciência aprova ou reprova o que fazemos porque ela é uma testemunha da verdade que recebemos. (Rm 14.22b)
Veja 5 maneiras bíblicas de lidar com a consciência:
· Cada um deve julgar a si mesmo. (1 Co 11.31,32)
· Devemos ter cuidado com o preconceito e o julgamento (1 Co 4.4,5; Rm 14.4; Tg 4.11)
· Devemos ouvi-la. Deus nos responsabiliza pelos erros. (Tg 4.17)
· Não devemos exigir algo de alguém que vá contra a sua consciência. (1 Co 8.12; Rm 14.23)
· Servir a Deus de boa consciência. (At 23.1; 1 Tm 1.5,19; Hb 13.18)

 3.  AS AUTORIDADES CONSTITUÍDAS
O que a Bíblia diz sobre as autoridades constituídas? Em Romanos 13.1,2 lemos: “Toda alma esteja sujeita
às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as autoridades que há foram ordenadas por Deus. Por isso quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.” Através deste texto se percebe que toda autoridade é representação da vontade de Deus na terra. Quando honramos e obedecemos às autoridades, estamos honrando e obedecendo diretamente a Deus e a Sua Palavra! Da mesma forma rebelar-se contra as autoridades é seguir o princípio de Satanás, porque ele é o pai de toda rebelião.
A continuação do texto de Romanos 13, a partir do verso 3 diz: “Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela. Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal. Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência. Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo sempre a isto mesmo. Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.” (Rm 13.3-7) Veja outros textos sobre este assunto:
1 Pedro 2.13-15: “Sujeitai-vos, pois, a toda a ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior; quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores, e para louvor
dos que fazem o bem. Porque assim é a vontade de Deus, que, fazendo bem, tapeis a boca à ignorância dos homens insensatos.”
Tito 3.1-3: “Admoesta-os a que se sujeitem aos principados e potestades, que lhes obedeçam, e estejam preparados para toda a boa obra; que a ninguém infamem, nem sejam contenciosos, mas modestos, mostrando toda a mansidão para com todos os homens. Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.”

Cumprimento da Palavra

Posted by FrTutorial no Brasil
Cumprimento da Palavra
O Senhor Deus falando ao profeta Jeremias, em poucas palavras vaticinou para contra Israel dizendo que eles iriam serem entregues cativos para Babilônia.
Jeremias 1:11-12
11 – E veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Que é que vês, Jeremias? Eu respondi: Vejo uma vara de amendoeira.
12 – Então me disse o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir. Amendoeira no glossário hebraico significa “Pressa”.
            No caso da profecia citada pra Jeremias, o Senhor falou que o tempo era avençado, e não havia mais espaço para nada.
            Amendoeira também quer dizer: Avançado em idade; Está cumprido.

Eclesiastes 2:5
Como também quando temerem o que é alto, e houver espantos no caminho; e florescer a amendoeira, e o
gafanhoto for um peso, e falhar o desejo; porque o homem se vai à sua casa eterna, e os pranteadores andarão rodeando pela praça.
Amendoeira Messiânica
 Todo o sinal da vara está prescrito no sacrifício de Jesus na cruz, e os frutos é o próprio Cristo salvador que floresceu em mesma cruz, assim como a vara de Arão havia florescido nos dias difíceis de Israel no Egito.

João 3:14-15-16
14 – E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
15 – Para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna.
16 – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
  No Antigo Testamento a amendoeira era usada na fabricação de remédio para o estomago, e picada de serpente. Mostrando que a morte espiritual do homem foi provocada por um apetite desordenado que levou Adão a participar de uma rebelião induzido por Eva. Vaticinando o foi prometido no resgate do homem
 Gênesis 3:15

Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Jesus foi ferido no calvário, mas em contra partida esmagou a cabeça da serpente. Leia pessoal medite na palavra de Deus 
Mc 13.22: “Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos”.
(1) Esses obreiros “exteriormente pareceis justos aos homens” (Mt 23.28). Aparecem “vestidos como ovelhas” (Mt 7.15). Podem até ter uma mensagem firmemente baseada na Palavra de Deus e expor altos padrões de retidão. Podem parecer sinceramente empenhados na obra de Deus e no seu reino, demonstrar grande interesse pela salvação dos perdidos e professar amor a todas as pessoas. Parecerão ser grandes ministros de Deus,
líderes espirituais de renome, ungidos pelo Espírito Santo. Poderão realizar milagres, ter grande sucesso e multidões de seguidores (ver Mt 7.21-23 notas; 24.11,24; 2Co 11.13-15).
O crente da atualidade precisa estar informado de que pode haver, nas igrejas, diversos obreiros corrompidos e distanciados da verdade, como os mestres da lei de Deus, nos dias de Jesus (Mt 24.11,24). Jesus adverte, aqui, que nem toda pessoa que professa a Cristo é um crente verdadeiro e que, hoje, nem todo escritor evangélico, missionário, pastor, evangelista, professor, diácono e outros obreiros são aquilo que dizem ser.  Todavia, esses homens são semelhantes aos falsos profetas dos tempos antigos (ver Dt 13.3 nota; 1Rs 18.40 nota; Ne 6.12 nota; Jr 14.14 nota; Os 4.15 nota; ver o estudo (O PROFETA NO ANTIGO TESTAMENTO), e aos fariseus do NT. Longe das multidões, na sua vida em particular, os fariseus entregavam-se à “rapina e de iniqüidade” (Mt 23.25), “cheios de ossos de mortos e de toda imundícia” (Mt 23.27), “cheios de 
hipocrisia e de iniqüidade” (Mt 23.28). Sua vida na intimidade é marcada por cobiça carnal, imoralidade, adultério, ganância e satisfação dos seus desejos egoístas.
A PROVA.
Quatorze vezes nos Evangelhos, Jesus advertiu os discípulos a se precaverem dos líderes enganadores (Mt 7.15; 16.6,11; 24.4,24; Mc 4.24; 8.15; 12.38-40; 13.5; Lc 12.1; 17.23; 20.46; 21.8). Noutros lugares, o crente é exortado a pôr à prova mestres, pregadores e dirigentes da igreja (1Ts 5.21; 1 Jo 4.1). Seguem-se os passos para testar falsos mestres ou falsos profetas:
De duas maneiras, esses impostores conseguem uma posição de influência na igreja. (a) Alguns falsos mestres e pregadores iniciam seu ministério com sinceridade, veracidade, pureza e genuína fé em Cristo. Mais tarde, por causa do seu orgulho e desejos imorais, sua dedicação
pessoal e amor a Cristo desaparecem lentamente. Em decorrência disso, apartam-se do reino de Deus (1Co 6.9,10; Gl 5.19-21; Ef 5.5,6) e se tornam instrumentos de Satanás, disfarçados em ministros da justiça (ver 2Co 11.15). (b) Outros falsos mestres e pregadores nunca foram crentes verdadeiros. A serviço de Satanás, eles estão na igreja desde o início de suas atividades (Mt 13.24-28,36-43). Satanás tira partido da sua habilidade e influência e promove o seu sucesso. A estratégia do inimigo é colocá-los em posições de influência para minarem a autêntica obra de Cristo. Se forem descobertos ou desmascarados, Satanás sabe que grandes danos ao evangelho advirão disso e que o nome de Cristo será menosprezado publicamente.

A PROVA.

(    (1)Discernir os motivos da pessoa. O líder cristão verdadeiro procurará fazer quatro coisas: (a) honrar a
Cristo (2Co 8.23; Fp 1.20); (b) conduzir a igreja à santificação (At 26.18; 1Co 6.18; 2Co 6.16-18); (c) salvar os perdidos (1Co 9.19-22); e (d) proclamar e defender o evangelho de Cristo e dos seus apóstolos (ver Fp 1.16 nota; Jd 3 nota). 
(2) Discernir até que ponto a pessoa se baseia nas Escrituras. Este é um ponto fundamental. Ela crê e ensina que os escritos originais do AT e do NT são plenamente inspirados por Deus, e que devemos observar todos os seus ensinos (ver 2Jo 9-11; ver o estudo A INSPIRAÇÃO E A AUTORIDADE DAS ESCRITURAS)? Caso contrário, podemos estar certos de que tal pessoa e sua mensagem não provêm de Deus. 
(3) Observar os frutos da vida e da mensagem da pessoa. Os frutos dos falsos pregadores comumente
consistem em seguidores que não obedecem a toda a Palavra de Deus (ver Mt 7.16 nota).
(4) Finalmente, verifique a integridade da pessoa quanto ao dinheiro do Senhor. Ela recusa grandes somas para si mesma, administra todos os assuntos financeiros com integridade e responsabilidade, e procura realizar a obra de Deus conforme os padrões do NT para obreiros cristãos? (1Tm 3.3; 6.9,10).

Apesar de tudo que o crente fiel venha a fazer para avaliar a vida e o trabalho de tais pessoas, não deixará de haver falsos mestres nas igrejas, os quais, com a ajuda de Satanás, ocultam-se até que Deus os desmascare e revele aquilo que realmente são.



Welcome to My Blog

internet explorer 11

Seus estudo Aqui !!!

Seus estudo Aqui !!!
Mande Por Email Pessoal !!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

::::: Radio Nova Adoração ::::

AJUDE NOS AQUI POR FAVOR !

{ RECADINHO RÁPIDO }








Arquivo do Sites

NOVO 30/5/2013










- s; ESTUDO POSTAGEM PROFÉTICA -Missionario Francisco-Missionaria Fatima Blogger - Designed Fra e Fati Somos Uma Familia Missionaria -